sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Pilates X Alongamento

Eu não nasci super endehors, nem super alongada, trabalho mais de 8 horas por dia com salto de 10cm no pé e raramente tenho paciência pra me alongar.
Tudo isso é muito mais do que o suficiente pra que algumas das minhas deficiências no ballet sejam justificadas.
Ando sem muitos recursos financeiros $$ também, mas mesmo assim decidi que precisaria de algum complemento se quisesse melhorar minha abertura, minha rotação do quadril , meu pliê e etc : vou fazer pilates.
Agora com essa onda de cupons de desconto não foi difícil achar algum lugar oferecendo umas aulas avulsas por um precinho bom.
E lá vai a Thais pra sua primeira aula de Pilates com aparelhos.
Ai, ai...o que dizer?
Desapontada? Decepcionada?
Não é bem isso.
Eu fui com uma pré-idéia errada.
Eu já havia feito pilates de solo umas vezes e sei que se lida muito com equilíbrio, postura, cinturão (região abdominal e das costas), fortalecimento e tal, porém eu via fotos de pessoas se contorcendo em aparelhos e achei que seria mais ou menos isso que eu iria passar.
Sendo sincera, achei que teria uma aula de contorcionismo circense misturada com tortura medieval.
É...não foi.
Achei que dizer que estava ali, única e exclusivamente pelo ballet e pelo aprimoramento do meu alongamento, mudaria o foco da instrutora, o que não aconteceu.
A instrutora era uma fofa, me passou vários exercícios diferentes e tal, mas quando eu pensei:" Pronto , agora estou aquecida, podemos começar a tortura", ai acabou a aula. =(
Então, caso você decida fazer pilates com o objetivo de se alongar, mas se alongar no sentido "stretching" de ser, com a intenção de por o pé na testa, rsrs, definitivamente não é o caminho.
Vou fazer minhas outras 11 aulas, porque mesmo não sendo exatamente o que eu queria, ainda são exercícios muito bons.