terça-feira, 13 de julho de 2010

Depois de velha

á como é difícil correr atrás dos sonhos.
Eu resgatei o meu do fundo do baú, o ballet.
Eu parei durante 7 anos. 7 anos em que eu me perguntei se eu conseguiria voltar, se eu poderia voltar e se eu queria voltar.
A verdade é que eu sempre quis.
O ballet é um misto de amor e ódio. Amo pela dedicação, pela busca da perfeição, pelo cheiro dos teatros, pela suavidade, pela superação de limites físicos e Ódio por me causar dores em lugares que eu nem conhecia a existência, pelo vício que ele se torna, pela falta de tempo e dinheiro pra me dedicar mais, por querer abdicar de tudo por ele.
Mas não sou mais uma adolescente, falando fisícamente, minha mobilidade e flexibilidade não são as mesmas.
Quero postar meus problemas aqui e ver daqui uns meses, afim de compará-los.
Começaremos pelo pliê curto.
Anos de salto alto, e bota alto nisso, deixaram meu tendão curto.
Isso causa um pliê curto e faz com que eu não saia do chão o suficiente pra saltar. Me cansa horrores...se eu agacho sem me apoiar em nada, meus calcanhares não encostam no chão.
Idosos fazem isso com facilidade! E eu não.
Já esta bem melhor...sério, já esteve bem mais alto.
Segundo problema, nasci com a planta dos pés chatos, usei botinhas ortopédicas quando era crinaça pra criar a curvatura do arco do pé. Criou-se uma curvatura pequena, suficiente pra sustentação do corpo, porém deveria ter sido maior, o que ao longo do tempo, resultou que o arco do pé não tem força o suficiente pra sustentar o peso do corpo e ele "prona" pra dentro.
Junto com o uso do salto e minha parada de 7 anos do ballet, a coisa piorou.
Eu faço uma força tremenda pra pisar nos dedinhos do pé.
Isso me desestabiliza, fico sem eixo pra fazer transferências simples de peso.
Pois o meu eixo esta no lugar errado, meu eixo confortável é pronando pra frente.
Com isso tenho dificuldades em tranferências rápidas de peso em exercícios no centro.
Há e claro, minhas pernas são em X, o que faz com que meus joelhos se unam e meus calcanhares se afastem quando eu estico em primeira posição.

Bem esses são "só" os problemas dos meus pés....

Um comentário:

  1. Já ouviu falar que nenhuma bailarina é perfeita? Vc tem essas dificuldades por causa do pé e do tendão, mas consegue fazer lindas piruetas! Além de manter uma postura elegante e alongada em todos os exercícios. Não se preocupe tanto se exercícios de bateria não são seu forte... existem outros que são!

    Bjo, Dé

    ResponderExcluir