segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Visto para EUA

Eu e meu marido iremos para Orlando em Março/15.


A viagem já estava decidida à muito tempo, porém ainda não tínhamos visto e isso me deixava insegura para comprar as passagens, hospedagem e etc.
Houvi muito a respeito, que o fato de você ter passagens compradas com data certa de retorno, te faz menos propício a ter o visto negado.
Por outro lado, tinha receio de comprar tudo, ter o visto negado e perder dinheiro tendo que cancelar e trocar as passagens.
Depois de ler muitos posts e falar com muitas pessoas diferentes, cheguei a algumas conclusões para tomar minha decisão:


  • O mais básico: Você precisa provar que irá voltar ao Brasil. Num resumo geral, todos os pontos se resumem a isso. 

Eles não querem imigrantes brasileiros lá (ou de qualquer outro país), vivendo na ilegalidade, trabalhando em sub-empregos ou  tirando o emprego de seus cidadãos.
Então, o melhor a fazer é conseguir provar por todos os meios possíveis, que vc tem laços fortes com o Brasil e que irá voltar pra cá. Laços como emprego fixo, graduação ou em andamento, família (marido/esposa e filhos) morando no Brasil, propriedades no nome (casa/carro), conta bancária no azul, nome limpo, mais de 25 anos.
Tudo aquilo que diga de uma certa forma, que você não vai chegar no USA e decidir largar tudo o que tinha aqui no Brasil em troca de um sub-emprego para receber uns dólares na terra do tio Sam.
Óbvio que existem casos de pessoas que estão indo visitar amigos e parentes, estão indo estudar ou a trabalho, então estou restringindo este post ao meu caso; 2 adultos de mais de 25 anos que estão indo passar 15 dias em Orlando.


  • Eu preencho todos os requisitos que citei acima, porém a questão de ter as passagens já compradas antes do visto era algo recorrente nos textos que lia e conversas que tinha.



  • Decidi então comprar as passagens, hospedagem e aluguel de carro, tudo de uma vez, e torcer pra dar certo.



  • Para emissão do visto, é necessário preencher o formulário no site do consulado americano, chamado DS-160.

Para minha surpresa, existem perguntas diferentes para homens e mulheres. O questionário masculino exige mais detalhes, mais informações, tais como: Emprego atual, empresas anteriores com contato e tudo; detalhes da última graduação; informações detalhadas do local de hospedagem, data de retorno e até número de E-ticket se já possuir!
Algumas informações, obviamente não são obrigatórias, como essas das passagens e hospedagem, até porque você não é obrigado a já ter comprado estes itens antes da emissão do visto. Em algum lugar do site do consulado eles até desestimulam essa prática, de comprar passagens/hospedadem  antes, o que é bem contraditório, visto essa diferença gritante do questionário, onde isso se mostra relevante (senão, não perguntavam).
Fica bem claro, que a preocupação com os homens é maior do que com as mulheres, em relação a demonstrar seus vínculos com o país.
Não sei dizer se existem outras mudanças no questionário com relação a idade, estado civil e outros.


  • Após preencher o questionário, você pagará a taxa, que com esse dólar nas alturas (Beijo Dilmão), ficou em mais de 800 reais (2 taxas). 


  • Depois do pagamento você agendará a visita no consulado. Em SP, são 2 visitas em locais diferentes. Uma no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) e outra no consulado.


No primeiro você irá colher as digitais,  tirar foto e confirmar alguns dados. No segundo lugar, será a entrevista.


  • No CASV, o horário é agendado, mas vale a pena chegar um pouco antes, porque a fila costuma ser grande dependendo do horário. Se for de carro, estacione nos estacionamentos ao lado e largue todos seus pertences no carro. O melhor a fazer é entrar apenas com o passaporte e seus documentos e comprovante de pagamento da DS-160 numa pastinha L de plástico e só.

Celular tem que desligar e eles pedem pra ver se você desligou mesmo; bolsas e mochilas eles reviram inteira e te dão a maior canseira do universo pra te deixar entrar. Outros aparelhos eletrônicos também são expressamente proibidos.
Eu não vi nada de mais lá dentro, porém o esquema de segurança é forte e a intenção é não deixar que nenhuma informação ou imagem vase lá de dentro.
Na fila conferem seus documentos.
Não esqueça de levar a confirmação do DS-160, que é emitida depois que você efetua o pagamento. É o mais importante , pois lá terá um código de barras e é a confirmação de que você preencheu corretamente o formulário e fez o pagamento da taxa. E claro, o passaporte.
Não tem desculpa, sem esse papel você não entra e caso precisar alterar algo no formulário ou imprimí-lo, na frente do CASV, tem sempre alguém com uma impressora portátil e um notebook, disposto a te extorquir 30 reais (sério!) Pela impressão de 1 folha!! Welcome to jungle.
Depois de pegar a filinha básica, o processo é muito rápido. Entrega o passaporte e o papel com o código de barras, vai pra outra fila.
Eles te chamam pelo nome, tiram sua foto com máquina digital, tiram suas digitais e te devolvem seu passaporte e você esta pronto pra ir.
Mal falam com você.
Vale ressaltar que se você estiver tirando seu visto com mais uma pessoa (conjugê, filhos, pais), vale a pena preencher a opção do DS-160 para entrevista em conjunto.
Isso faz com que você faça tudo junto.
Era engraçado ver uma familia inteira de 5 pessoas se acotovelando em 1 guichê pequeno, porém isso otimiza tempo e é mais uma maneira de provar que você tem vínculos por aqui.
P.S.: Há, ele me pediram para levar uma foto 5*7 na entrevista, mesmo que eles tenham tirado a minha lá. Eles afirmam que o sistema pode dar problema e a foto pode não ser transmitida.
Paguei 20 reais em uma foto 5 X 7, que tirei as pressas, pois minha entrevista era no dia seguinte e no fim, não precisaram...Pior que é uma porcaria de tamanho que nenhum outro documento aceita. Enfim, vou guardar pra espantar moscas.


  • No dia seguinte foi a minha entrevista no Consulado. O horário também é agendado e lá não adianta chegar muito antes do horário, pois as filas são separadas por horários; vá de sapato confortável porque vc vai ficar um bom tempo em pé na fila.

Novamente, leve só os documentos, aqui celular não entra nem desligado e você é obrigado a deixar seus pertences fora. Se estiver sem carro, algumas pequenas lojinhas em frente cobram para serem guarda-volumes.
Depois da fila do horário, tem a checagem de documentos. Precisam do passaporte e do formulário impresso, que o site te envia por e-mail(idem a confirmação do DS-160) e só, qualquer coisa além disso, vc leva por conta.
Depois tem a fila da revista, com direito a raio-x e detector de metais.
Eu tive que virar a barra das calças pra cima e meu marido teve que tirar o cinto.
Depois disso é a última fila, que é a da entrevista em si.
Uma grande fila única se forma em frente a uns 10 guichês de vidro blindado.
Existem câmeras e funcionários por toda parte. Você esta sendo observado o tempo todo, lembre-se disso, apenas tente não se portar de alguma forma que chame atenção para você. Fique neutro.


  • É chegada a hora da entrevista. Se o seu processo de visto esta sendo feito com 1 ou mais pessoas, vocês vão todos juntos na mesma cabine. Lá, um oficial americano que fala português, vai pedir seu passaporte. Você passa por debaixo do vidro e ele acha as informações sobre você no computador dele.

Você não consegue ver as informações que ele esta lendo.

Agora uma impressão extremamente particular:
Você só vai até lá pessoalmente pra cumprir tabela, por procedimento, porque 99% da decisão se seu visto será aprovado ou negado, já esta tomado antes mesmo de você chegar lá. Eles só vão confirmar se você existe e te dar a notícia se deu certo ou não.
Eu e meu marido nos aproximamos do vidro.
Oficial: Bom dia
Nós: Bom dia
Oficial: -Passaportes por favor.
Oficial: -Coloque o indicador direito no leitor por favor.
Oficial: Vão para onde?
Marido: Orlando.
Eu: Orlando-Disney.
Oficial:Vocês trabalham em que?
Marido: Eu sou vendedor e ela trabalha com controladoria.
Oficial: Vendedor de que?
Marido: Iluminação.
(...)silêncio enquanto ele digitava algo.
Oficial: Visto concedido! Boa viagem!
Nós: Obrigado, boas festas.

Nossa entrevista durou 3 minutos entre caminhar até o guichê , falar com o oficial e sair.
Eu levei uma pasta cheia de documentos,as fotos 5 X 7, registro de casamento, carteirinha de vacinação,carteira de trabalho, carta da empresa, dizendo que eu estaria de férias remuneradas, documentos do financiamento da minha casa, comprovantes de residência , cópias de declaração de imposto de renda e etc. E ninguém pediu nada, nem sequer olhou. Aliás, ele só olhou diretamente pra nós, apenas quando falamos bom dia e quando disse que o visto foi concedido.
Por isso, acredito que a decisão já esta quase 100% tomada, antes de você chegar.
Creio que o importante é não ficar nervoso, não mentir e nem dar informações desencontradas, porque provavelmente eles reviram sua vida e antecedentes (criminais, financeiros, profissionais e educacionais) antes de você chegar.
Se responder qualquer coisa diferente da realidade, isso pode te prejudicar.
Não vi ninguém tendo o visto recusado enquanto eu estava na fila.
Menos de 5 dias depois recebi um e-mail dizendo que meu passaporte com o visto já estava disponível para ser retirado no CASV.

Enfim, conosco foi assim, muita tensão, medo e apreensão mas que no final super simples.

Ainda tive um bônus: saí bem apresentável na minha foto do visto, muito melhor que as fotos 5 X 7 que eu tive que pagar. :)

Disney, here we go!

Nenhum comentário:

Postar um comentário